Notícias

Crianças nas redes sociais

As redes sociais crescem cada vez mais e não há para onde fugir: todo mundo quer fazer parte deste grande círculo de interação. No entanto, o assunto é outro quando se trata de crianças.

Tudo o que é postado por aqui– fotos, textos etc – fica disponível para muitos verem, inclusive pessoas mal-intencionadas. Além desses riscos, crianças que estão nas redes sociais podem passar por situações de constrangimento e bullying.

Mas como protegê-las desse tipo de situação? Devemos proibi-las de acessar esses sites, ainda que todo mundo esteja conectado por eles?

Muitos acreditam que não há o que pensar e a proibição é o melhor caminho. Mas a verdade é que estar conectado também é muito bom.

Hoje em dia, as redes sociais são usadas em sala de aula, como uma forma rápida e prática de interagir e aprender, além de exercitar a autonomia e criatividade enquanto dialoga-se com o mundo. Aqui, as crianças são encorajadas a dar opinião, divulgar trabalhos, expressar seus gostos....

No entanto, os pais devem controlar o uso das redes. Existem aplicativos que rastreiam o uso para que seja possível manter os filhos seguros. Ele avisa quando as crianças fazem amigos, ganham seguidores e recebem mensagens e comentários....

Mas esse controle também pode ser feito por meio de algumas orientações. Por exemplo, diga ao seu filho para não divulgar dados pessoais e controle o tempo que ele passa na internet.

Explique que esses sites podem ser perigosos. Promova o diálogo em sua família para que as crianças se sintam confortáveis para avisar se houver qualquer problema.

 

menu
menu